quinta-feira, dezembro 28, 2006

Saudades de um amor

A solidão quem me consumiu
A vida que sem sentido ficou
Saudades que apertam cada vez mais
Para sempre vou lembrar do meu amor

Que saudade do meu amor
Dos beijos calientes
Da mão suave
Do olhar fixador

Onde encontrarei o verde do campo?
A flor será que murchou?
A palavra que em mim ficou
Ainda sou a mais linda do teu jardim?

Solidão me abandona logo!
É de vc quero ficar longe
Volta meu amor agora
Para sempre ser constante



Nenhum comentário: